terça-feira, 5 de maio de 2009

Tempo ao tempo

Muito lindo esse poema. O autor? Não sei. Só sei que o poema está aí:

Qualquer dia, qualquer hora a gente se reencontra...
Ah, se eu pudesse ter parado o tempo ontem
Ter impedido o distanciamento inevitável
Ter reconduzido o que deixei para trás.

Nas tuas palavras eu vi uma esperança
o destino há de nos fazer uma aliança
o tempo será o maior aliado
para que um dia eu te tenha ao meu lado

Mas somos o que somos
mortais, amados e amigos
sofridos por não vivermos o que queremos
Mas esperançosos de que a vida nos queira
como a desejamos há muitos anos.

Que a vida que no teu ventre cresce,
seja testemunha do que vivemos
numa tarde e em poucas horas
reafirmamos o que realmente sentimos
e o que realmente queríamos.

Um pedaço meu, ontem foi embora... ficou a parte mais triste.

2 comentários:

Bruna disse...

O autor desse poema com certeza é uma pessoa que busca viver ao lado do seu grande amor.

hélio dantas disse...

os momentos únicos, fugazes e rarefeitos que acontecem com a gente, parecem ser aqueles que mais marcam nossas vidas.